PEGUNTAS FREQUENTE: COMO SABER SE A ANTENA ESTÁ FORA DO SATÉLITE DESEJADO ?

apontamento-antena-ku-para-varios-satelites

O seu receptor de satélite, no qual você deve ter usado a função de busca cega para encontrar os canais que você deseja captar, quando se usa a busca cega ele precisa determinar sozinho quais frequências e ele deve procurar no satélite para mostrar para você os canais daquela frequência, ele deve determinar essas frequências sozinho na busca cega.

Vamos pegar por exemplo o satélite StarOne C2 com frequências de Banda KU, são muitas frequências, vou pegar como exemplo somente uma mas a explicação vale para todas as frequências que existem neste satélite, quando você for usar a busca cega em determinados receptores de satélite em que acontece o problema que eu vou falar.

Vamos usar como exemplo a primeira frequência Banda KU do StarOne C2, que é a 11010 Vertical, a próxima frequência depois dela é a 11050 Vertical, ou seja tem 40 de diferença entre uma frequência e outra né? De 11010 pra 11050 existe 40 de diferença.

Mas o receptor não tem como saber disso automaticamente, então ele tem que ter um método para “adivinhar” em quais frequências Banda KU do satélite estão os canais. Geralmente o receptor vai acrescentando frequências de 5 en 5 a partir da primeira frequência que é considerada para a Banda KU no receptor de satélite, que é 10700. A maioria dos receptores vai acrescentando poucos GHz, que é unidade de medida da Banda Ku, para conseguir encontrar qual é a frequência que tem ou não canais.

Seria ótimo se o receptor captasse os canais de uma frequência, no nosso exemplo a 11010 GHz, somente quando ele encontrasse a frequência 11010, mas não é isto o que a acontece, grande parte dos receptores de satélite tem um sintonizador bem sensível que acaba por captar a mesma frequência diversas vezes assim que o sintonizador está tentando captar os canais em determinada frequência e chega perto de captar esta frequência na busca cega.

Então antes de captar a 11010 ele primeiro procurou na frequência 11005 e como ele é bastante sensível e estava bem próximo da 11010 ele acabou por captar os canais da 11010 na frequência 11005, e aí captou os mesmos canais na frequência 11010 e acabou por captar os mesmos canais na frequência 11015, e em cada uma destas frequências que ele passou ele salvou os canais no seu receptor de satélite, ou seja, ele salvou os mesmos canais no receptor de satélite três vezes para cada frequência.

Isto é muito comum de acontecer, aí o seu receptor capta um satélite que deveria ter 100 canais como tendo 300 canais.

A solução

A solução para isto é ao invés de usar a busca cega você carregar para o receptor um arquivo que o configure com a lista correta de frequências daquele determinado satélite e ao invés de usar a busca cega usar a busca através dessa lista de frequências pré carregada pois desta maneira o receptor de satélite só busca aquelas frequências que você determinou que deveriam ser procuradas pelo receptor de satélite e não em pequenas inclusões entre uma e outra frequência.

E vamos falar agora como saber se você está ou não apontando para o satélite correto.

Isto também é bem fácil de se determinar, mas para isto você tem que saber quais são as frequências que estão naquele satélite que você deseja captar e quais canais estão em uma determinada frequência daquele satélite.

Por exemplo na frequência 11010 vertical no satélite StarOne C2 estão os canais:

– Claro HD,

– Claro Sports HD, e

– Concert HD além de dezenas de canais de rádio.

Sabendo disto se você captou o sinal da frequência 11010 Vertical no seu receptor de satélite e ele trouxe outros canais que não são estes, com certeza o que está ocorrendo é que você captou outro satélite e não o satélite StarOne C2 ou o satélite que você está tentando captar.

Muita gente fica confusa com isto pois no receptor de satélite está escrito StarOne C2 para o nome do satélite, e estando escrito StarOne C2 como é que o receptor consegue captar canais que são de outro satélite e não somente do satélite StarOne C2?

É  muito simples, é possível dar qualquer nome para aquele conjunto de frequências que você está captando agrupadamente, ou seja, lá está escrito StarOne C2 para aquele grupo de frequências que servem para você captar o satélite StarOne C2, mas você pode facilmente trocar o nome para qualquer outro que você desejar, por exemplo, Meus Preferidos.

Ou seja, O que você está nomeando é aquele conjunto de frequências que você vai captar de um determinado satélite ao mesmo tempo e não necessariamente aquele exato satélite que está ali nomeado.

Você pode captar os satélite do Intelsat 11 tendo dado o nome de StarOne C2 para aquele conjunto de frequências, e como os satélites Banda KU ou outras bandas usam frequências semelhantes ou próximas para transmitir os seus canais, o que ocorre é que é muito comum você captar com o seu conjunto de frequências denominado StarOne C2 canais que estão em outro satélite qualquer, por exemplo o Intelsat 11, se a sua antena parabólica está apontada para o Intelsat 11 e não para o StarOne C2.

Resumindo, O que vale é o satélite exato para o qual o antena parabólica está apontada e não o nome que você tem naquele determinado conjunto de frequências que você deseja captar.

Fonte: Gps pezquiza

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *