FAQ: Por que a VIDA ÚTIL DE UM SATÉLITE é de só 15 ANOS?

 

Para esta questão ficar melhor embasada eu fui buscar uma resposta que o engenheiro aeroespacial postou em um fórum internacional sobre tv via satélite:

Mark Longanbach , engenheiro de engenharia espacial.
A maioria dos satélites que orbitam a Terra usa combinações hipergólicas de combustível / oxidante (o que significa que eles queimam quando se contactam.) Para as grandes aves geoestacionárias que eu opero, isto significa Monometilhidrazina (MMH) para o combustível e Nitrogênio Textróxido (N2O4) para o oxidante. Vários Reaction Engine Assemblies (REAs) que são utilizados em manobras que podem alterar a órbita do satélite.

Os satélites geoestacionários são geralmente dimensionados para permanecer em órbita 15 anos. Todos esses satélites têm combustível; Combustível é necessário para manter um satélite em sua órbita precisa. A vida útil dos satélites é quase sempre ditada pelo seu combustível; Quase todos os outros subsistemas irão durar mais que o seu combustível.Quando o satélite fica perto de ficar sem combustível, nós o desorbitamos para uma órbita de cemitério (300 km acima da órbita geoestacionária) e depois desligamos tudo. Esta é uma exigência bastante recente (leia-se: a última década ou dois) pelo governo. Eles exigem satélites para ser aposentado em órbitas de cemitério para que não temos satélites mortos flutuando ao redor com todos os vivos!

O Mark falou sobre os combustíveis nos satélites, que são combustíveis que quando misturados reagem com uma combustão instantânea pelo simples fato de estarem sendo misturados, além disto a mistura deles cria um combustível bem mais eficiente que somente o combustível liquido.

Esse bomustível no entanto tem um limite e é o fim do estoque do combustível utlizado para manobrar o satéllte no espaço que determina o fim da sua vída útil, quando ele então é manobrado para uma órbita acima da órbita normal de utilização dele, esta órbita foi batizada de cemitério e é para lá que são enviados os satélites desativados, a fim de evitar que estes se choquem com os satélites que estão em atividade.

Quanto à questão dos paineis solares e baterias, sim, os satélites usam os dois equipamentos, tanto painéis quanto baterias já que não é durante todo o tempo que eles estão expostos ao sol, mas estes dois equipamentos tem vida útil estimada em 20 anos ou até mais, sendo o fator combustível mais decisivo que o fim da vida útil das baterias e painéis solares.

Fonte: Gps Pezquiza

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *