Por que a antena parabólica não perde o apontamento enquanto a Terra gira ?

Por que a antena parabólica não perde o apontamentoOs satélites que estão em uma situação em órbita chamada de geostacionário, ou seja, estão teoricamente parados em orbita em uma determinada posição geográfica em relação ao solo.

Como assim parados no céu em relação ao solo ?

É como se houvesse uma corda muito rígida que ligasse o satélite ao solo e o impedisse de sair daquela posição em que ele está lá no céu.

Os satélites estão em uma posição que segue a linha do Equador, então vamos dizer hipoteticamente que o satélite Amazonas está acima da cidade de Manaus, dizer que ele é geostacionário equivale a dizer que ele sempre estará em uma posição acima, ou ligada, à cidade de Manaus.

Atenção, é apenas uma hipótese para facilitar a compreensão, já que a cidade de Manaus não está na linha do Equador e muito menos o satélite Amazonas está exatamente na mesma latitude da cidade de Manaus.

Esclarecido isto, vamos então falar sobre a mágica que segura o satélite sempre naquela mesma posição.

A mágica é a atração gravitacional que a Terra exerce sobre os objetos com massa menor que a dela própria.

Desta maneira, dependendo da distância em que o objeto está solto no espaço, a Terra exerce sobre ele uma determinada força de atração. Esta força exercida pela Terra sobre o objeto que está em órbita pode puxar o objeto em direção à Terra ou não ser suficiente para puxar e então o objeto pode seguir em direção ao espaço, mesmo continuando a sofrer a atração da Terra, ele estará numa velocidade de distanciamento menor do que estaria se não houvesse esta atração, até conseguir se livrar da atração da Terra e seguir livre pelo espaço.

Entre estas duas condições: ser puxado pela atração gravitacional em direção à Terra e conseguir se distanciar da Terra com uma velocidade limitada pela força de atração da Terra, há uma condição de equilíbrio, ou seja, uma condição em que a força de atração da Terra em relação à massa do objeto em órbita será de tal equilíbrio entre puxar e deixar vagar, que o objeto ficará sempre naquela mesma distância em relação ao solo, ou seja, nem vai cair na Terra e nem vai vagar no espaço.

Quando um satélite é lançado ao espaço, ele será enviado a uma distância em que ficará nesta condição intermediária em que a Terra exercerá sobre ele uma atração tal que ele ficará sempre há uma mesma distância do solo.

A mesma força é capaz de agir nos objetos em relação à rotação da Terra, mas os satélites também tem combustível suficiente para que possam fazer manobras no espaço e até mesmo acelerar se necessário para corrigir eventuais perdas da sua posição geostacionária em relação à rotação da Terra.

O satélite Amazonas 3 está localizado a uma altitude de 35.750 km em relação ao solo.

Fonte: gps pezquiza

 

 

 

CLUBE AZBRASIL – O SEU MUNDO DIGITAL

Deixe Seu Comentário