Home / Notícias / TV Aberta / Relembre as atrações iniciais da Rede TV! 19 anos depois

Relembre as atrações iniciais da Rede TV! 19 anos depois

A proposta da Rede TV! era de fazer uma televisão de qualidade, comparável à da TV paga em muitos aspectos. “Uma opção de qualidade na sua TV”, inclusive, foi slogan do canal nos primeiros tempos.

As manhãs e tardes da Rede TV! nos tempos iniciais
De segunda a sexta-feira, a programação da Rede TV! tinha início às 7h com o telejornal Brasil TV. O apresentador era Júlio Mosquéra, posteriormente contratado pela TV Globo. Na sequência, às 7h30, o infantil Galera da TV, liderado por Andréa Sorvetão, ex-Paquita. Ambientado numa lanchonete na qual Andréa fazia as vezes de garçonete, o programa exibia o desenho animado Os Smurfs e esquetes da Zuzubalândia, criação de Mariana Caltabiano. O programa era exibido das 17h às 19h e reprisado na manhã do dia seguinte.
Valéria Monteiro, Clodovil e Sônia Abrão: na Rede TV!, “a casa é sua”
Na sequência, às 9h30, um sofisticado programa de variedades com Valéria Monteiro. A Casa É Sua logo passou a ser apresentado por Meire Nogueira, Castrinho e Sônia Abrão e mudou para as tardes. Também dentro de pouco tempo, Sônia passou a apresentar o programa sozinha. Após passagens por SBT e Record, a jornalista voltou à Rede TV! e ao programa, desde então intitulado A Tarde É Sua e focado em notícias de celebridades. Nesse ínterim, Leonor Corrêa e Clodovil Hernandes apresentaram o A Casa É Sua. A fase de Clodovil foi uma das que mais repercutiram.
Ao meio-dia, o telejornal RTV!, com Florestan Fernandes Jr. e Cláudia Barthel. Logo depois, as séries clássicas Jeannie É Um Gênio e A Feiticeira, na ocasião ausentes da TV aberta há quase 10 anos. Às 13h45min, Fernanda Lima apresentava o Interligado, musical interativo no qual os espectadores escolhiam os clipes e podiam enviar os próprios vídeos. Pouco tempo depois o programa passou para o começo da noite.
Das 15h às 17h, a Sessão da Tarde da emissora, chamada TV Magia. Na estreia, a saber, foi exibido o filme Kramer Versus Kramer, de Robert Benton, com Dustin Hoffman e Meryl Streep. Vez ou outra alguma atração era cancelada para a exibição dos jogos da Liga dos Campeões da UEFA.
 
Na grade noturna da Rede TV!, opções para quem queria fugir de novelas
Desde o princípio a atuação no setor de teledramaturgia foi descartada pela Rede TV!, por representar custos muitos altos numa concorrência bastante desigual e incerta. Houve novelas na grade, no entanto, foram poucas e todas importadas, exibidas por aqui em versão dublada. O maior sucesso, com toda a certeza, foi Betty, a Feia, em 2002/03.
Quando de sua estreia, a emissora iniciava a noite com o TV Fama, apresentado por Mariana Kupfer. Mostrar os bastidores do teatro, do cinema e da TV era a proposta inicial, numa espécie de Vídeo Show mais chique. Mas logo o programa saiu do ar, para voltar reformulado. Monique Evans e Paulo Bonfá assumiram a bancada e o TV Fama se converteu num tipo de “jornal dos famosos”, com reportagens feitas por Monique e por Wagner Sugamele, entre outros. Posteriormente, Janaína Barbosa, Adriana Lessa e Íris Stefanelli também conduziram a atração, todas ao lado de Nelson Rubens. Aumentando sem inventar, o fofoqueiro tem atualmente a companhia de Flávia Noronha.
Em seguida, o Superpop, programa de entrevistas e apresentações musicais. Inicialmente comandado por Adriane Galisteu, das 20h às 21h30, menos de um ano depois foi assumido por Luciana Gimenez, que o apresenta até hoje. Com Galisteu, participavam o radialista e humorista Paulo Bonfá e o DJ Zé Pedro. Na sequência vinha o Jornal da TV!, com Augusto Xavier e Lilian Fernandes. Tanto Xavier quanto Cláudia Barthel, do jornal vespertino, eram “heranças” dos últimos tempos da Rede Manchete. Foi uma decisão acertada, inclusive, pela identificação de quem nunca deixou de sintonizar o canal. Às 22h15min, Denise Campos de Toledo apresentava o TV Economia, especializado nas notícias do mercado financeiro.
Às 22h30, nas segundas era exibido o Te Vi na TV, com João Kléber. Humorístico com participação da banda Karnak, logo o programa se converteu praticamente só em edições do “Teste de Fidelidade”, com Patrícia Limonge e Márcia Imperator seduzindo incautos infiéis. De terça a sexta-feira o horário era ocupado pelo Cine Total, sessão de cinema apresentada por Rubens Ewald Filho. Duas opções eram indicadas aos telespectadores e Ewald Filho as contextualizava com comentários e curiosidades. A mais votada, através de telefonemas, entrava no ar na sequência.
A grade inicial da Rede TV! nos fins de semana
Aos sábados, a programação própria da Rede TV! tinha início apenas à tarde, com o RTV! e o Interligado, além de uma apresentação alternativa do Te Vi na TV. Das 15h às 19h, uma sessão dupla do TV Magia, sendo que a segunda levava o complemento “Especial”. A sitcom norte-americana Friends estreou na TV aberta aos sábados na emissora. Depois, às 22h15min, o TV Terror exibia os filmes do assassino Jason e outros na mesma linha.
Aos domingos, a sessão TV Escolha oferecia ao público a possibilidade de escolher não um, mas três filmes para ver. No mesmo esquema do Cine Total, a cada duas horas, a partir das 14h, Rubens Ewald Filho comentava as opções e o mais votado pelo telefone era exibido em seguida. O fator interatividade foi muito presente na trajetória da Rede TV!, e isso se explica facilmente. Além de ser uma tendência já na ocasião, mesmo que por telefone, meio mais popular, os proprietários da emissora eram também donos da TeleTV, empresa responsável por operações de interação por telefone utilizadas em programas de televisão. Assim sendo, apenas uniu-se a fome à vontade de comer.
Debate esportivo e filmes de arte nas noites de domingo
Após os filmes e a reprise de Friends, o debate esportivo do Bola na Rede, com Juca Kfouri. Angelita Feijó era sua assistente no estúdio. O Leitura Dinâmica, cujo primeiro apresentador foi Mílton Jung, estreou com uma versão exibida apenas aos domingos, como uma revista da semana. Logo depois vinham o Show Business, programa de entrevistas apresentado por João Doria Jr., e filmes aclamados pela crítica na sessão TV Arte.
No decorrer dos anos, grandes modificações
A Rede TV!, por questões estratégicas, desejo de maior audiência e contingências que atingem a todas as emissoras, foi modificando sua grade ao sabor das necessidades. O canal que tinha cara de TV paga no sinal aberto tornou-se cada vez mais popular, com atrações de apelo às classes C, D e E. Além de bastante sensacionalismo nos programas de variedades.
O jornalismo da emissora segue apresentando boas opções como o Rede TV! News, hoje com Boris Casoy e Amanda Klein, e o talk show de Mariana Godoy, sem dúvida. No entanto, os muitos horários destinados a programas religiosos, exibidos mediante pagamento dos responsáveis, tornam a Rede TV! bastante desestimulante do ponto de vista artístico em faixas cruciais como, por exemplo, quatro das seis horas do período da tarde. Os programas cativos da grade têm audiência, mas raramente um leva ao outro, num esquema de programação tradicional e eficaz.
Decerto que não se ignora a necessidade do aporte financeiro representado pelos concessionários. Ao passo que também não se deixa de indicar que sejam pensadas alternativas para oferecer ao público atrações da casa, e não programas de terceiros, religiosos ou de vendas, a fim de com isso aumentar e fidelizar um público que hoje dificilmente sintoniza a emissora por não se identificar com a grade.
OBSERVATÓRIO DA TELEVISÃO

Sobre NMarques

NMarques Estar na Internet desde o Longínquo do ano de 2013 e Trabalha na área de tecnologia da Informação há mais de 2 Anos e Escreve artigos para o Clube Az Brasil, É entusiasta do Compartilhamento de Conhecimento e da Interação com o seus Leitores.

Veja Também

Rede TV! transmite neste sábado Chelsea e Manchester City

A partida será transmitida ao vivo pela RedeTV! diretamente do estádio Stamford Bridge, em Londres, …

Deixe Seu Comentário